Você tem pertences que sem serventia para você, mas que podem ajudar famílias que precisam? A Vegaria Empório Vegano – dos proprietário Rodrigo Pedrosa de Oliveira e Juliana de Moura – está arrecadando doações para moradores do Vale do Catimbau. A campanha é do projeto Kombi Cura, de arteculinária vegana saudável e acessível na estrada.

Sábado: vivências ecológicas e de saúde movimentam Feira Agroecológica de Setúbal

Pesquisa comprova economia de 70% nas feiras agroecológicas

O grupo está arrecadando roupas, brinquedos, utensílios de cozinha e de cama e coisas que estejam encostadas na sua casa ou na sua empresa. Se alguém tiver uma bicicleta antiga que dê para consertar, o grupo aceita de braços abertos.

Também está sendo arrecadado dinheiro para o frete que levará as doações ao Catimbau. Ou quem se disponibilizar com carro grande  a levar também é bem-vindo – e ainda aproveitará para fazer uma bela viagem ao vale.

A Vegaria Empório Vegano fica na Rua Barão de Souza Leão, nº 221, loja 1. O horário de funcionamento é das 9h às 19h. Telefone para contato: (81) 3128.3344.

Festival Vegano – A ação também recolherá doações para o Vale do Catimbau durante o Festival Vegano que acontece neste sábado (2) e domingo (3) na Faculdade Santa Helena (Av. Caxangá, nº 990 – Madalena), das 10h às 17h. A Vegaria é patrocinadora e colaboradora do festival. 

A ocasião marca o lançamento do primeiro curso de pós-graduação em nutrição vegetariana do Estado. Haverá palestras, demonstrações culinárias, exibição de filmes sobre o tema e 15 barracas com produtos e alimentos sem nada de origem animal. As atrações são gratuitas.

Quer sugerir pautas ou ser colaborar(a) de Setúbal? Escreve para a gente: poraqui@jc.com.br.

LEIA TAMBÉM

Sábado: vivências ecológicas e de saúde movimentam Feira Agroecológica de Setúbal

Agora é permanente: sábado é dia de Feira Agroecológica em Setúbal

Moradores querem parque verde em terreno sem uso há mais de uma década

Beira-canal do Rio Jordão dá lugar a horta em Setúbal

Pesquisa comprova economia de 70% nas feiras agroecológicas