Colaboração de Daniel Uchôa, do Coletivo de moradores Setúbal

Os moradores de Setúbal estão se unindo para transformar a Vila Sá e Souza, localizada numa das principais via do bairro. A comunidade fica próxima à esquina com a Dr. Luís Inácio Pessoa de Melo. O beco, com cerca de 80 metros, esconde, além de 32 casas, muita história sobre a localidade e o objetivo agora é ressignificar o espaço através de um trabalho colaborativo.

A vila passará por uma reforma em toda a encanação de água e esgoto. Wanderson Florêncio, que foi vereador do Recife, atualmente sem mandato, já confirmou que vai ajudar no custeio do material. A mão de obra será dos próprios moradores. As pessoas vão se dividir, uma parte fará o trabalho braçal e a outra, dará apoio com comida e água, por exemplo.

Depois entrará em ação o trabalho do Gema, embelezando o local, tornando-o mais útil, mais agradável. O Gema é grupo de arquitetos, com sede no Recife, que experimenta novas soluções para a cidade. A proposta é incluir a comunidade no processo do projeto.

Eles vão deixar tudo plano, bonito, iluminado, com jardins. A previsão é que as coisas comecem a sair do papel agora em junho. As doações de materiais são muito bem-vindas. Quem quiser ajudar pode entrar em contato pelo damuchoa@hotmail.com ou através dos comentários no PorAqui.

A vila é uma das raízes do bairro, são famílias que estão em Setúbal há muitos anos. São testemunhas da transformação e do crescimento. Quem aparece na foto é Dona Dilce, moradora. Originalmente, o local era um córrego de passagem do Rio Jordão que foi sendo aterrado. Nosso objetivo é despertar nas pessoas o sendo de comunidade, de união.

Quer sugerir pautas e ser colaborador(a) de Setúbal? Escreve para a gente:poraqui@jc.com.br.