No mundo digital em que vivemos, a tecnologia tem se tornado cada vez mais presente em nosso dia a dia, provocando transformações, inclusive, no ambiente escolar.

LEIA TAMBÉM

Tecnologia gera mais empregos do que destrói. Conheça 7 novas carreiras

Mas, como toda mudança no curso da história, nada acontece de uma hora para a outra: poucas são as crianças que têm a oportunidade de receber uma educação alinhada com os conhecimentos exigidos no século XXI. Apesar disso, especialistas apontam que programar seria uma habilidade tão fundamental quanto aprender matemática ou a ler e escrever.

Por que programar?

À primeira vista, programar pode parecer algo difícil e complexo demais para uma criança, mas é importante saber que, na verdade, qualquer pessoa pode aprender o básico. Já existem diversos jogos e aplicativos desenvolvidos para ensinar o público infantil a programar de modo simples e mais divertido.

Além disso, desenvolver habilidades relacionadas à computação desde a infância passou a se configurar como fator importante para o crescimento cognitivo e intelectual dos mais novos. Isso porque entender como os computadores funcionam transcende a área tecnológica e tende a capacitar um melhor entendimento do mundo em que vivemos.

Ao estimular o pensamento lógico, a criatividade, o raciocínio matemático e a capacidade de resolução de problemas, o ensino de programação para crianças acaba sendo um instrumento para lidar melhor com os desafios de diversas áreas e do próprio dia a dia.

Por isso, cabe observar que a programação não se trata de uma habilidade voltada apenas para quem quer trabalhar na área. Ao começarem a programar cedo, as crianças tendem a ter uma boa base cognitiva e, dessa forma, as chances de sucesso em suas futuras profissões também são aumentadas.

Quero aprender. Como faço?

Já existe uma boa variedade de plataformas que ajudam crianças, jovens e adultos interessados em criar seus próprios jogos e animações utilizando métodos de codificação simplificados. Confira alguns deles:

Scratch

Scratch é uma linguagem de programação e uma comunidade na qual você pode criar suas próprias histórias, jogos e animações interativas, e compartilhá-las com outras pessoas. É um projeto do Lifelong Kindergarten Group do MIT Media Lab, disponibilizado gratuitamente em mais de 40 línguas.

Robozzle

Criado pelo programador da Microsoft Igor Ostrovsky, o Roblozzle é um jogo de quebra-cabeça ideal não só para crianças, mas para adultos também, já que possui diferentes níveis. Nele, é possível guiar um robô através de uma série de labirintos usando comandos limitados, além de criar, votar e comentar sobre novos níveis.

O jogo é livre para jogar através de navegadores (usando Silverlight) ou via aplicativo, disponível para iOS, Windows Phone 7 e Android.

Academia da Tat

Com o objetivo de “ensinar princípios de programação de um jeito fácil e divertido”, a Academia da Tat é um projeto que contém um ambiente de aprendizagem do lado do usuário e um compilador para a linguagem de programação Logo.

Em informática, Logo é uma linguagem de programação interpretada e interativa, voltada para crianças, jovens e até adultos, que envolve um robô (“tartaruga gráfica”) pronto para responder aos comandos do usuário.Partindo desse ambiente interativo, que incentiva o aprendizado ao mostrar os resultados, erros e acertos do raciocínio do usuário imediatamente após o comando, a Academia da Tat ensina como utilizar a linguagem Logo e também princípios gerais da programação.

Tem interesse em algum ramo da tecnologia? Venha participar da OPEI – Olimpíada Pernambucana de Informática, com modalidades do 8º e 9º anos e Ensino Médio. Já estamos na nossa 4º edição e é uma iniciativa realizada pelo PET-Informática, em conjunto com a Universidade Federal de Pernambuco e empresas parceiras.

OPEI – Olimpíada Pernambucana de Informática
Centro de Informática da Universidade Federal de Pernambuco, Cidade Universitária, Recife – PE
Data: 1º de setembro de 2018
Preço: Gratuito
Inscrições: online, através do site da OPEI
Informações: opei@cin.ufpe.br