Uma casa arborizada e colorida na Rua Dr. Corrêa da Silva, próxima à Praça Pinto Dâmaso, abriga um dos polos de cultura do bairro. Fundado em 1997, o Centro de Capoeira São Salomão atua como um espaço de cultivo da capoeira e oferece uma vasta programação para quem habita a Várzea.
(Foto: Centro de Capoeira São Salomão/Divulgação)

Até novembro de 2013, o São Salomão atuava no bairro do Pina, quando veio para a Várzea, enriquecer ainda mais a vida cultural do bairro e desenvolver projetos. O centro é um ponto de cultura, uma entidade cultural, sem fins lucrativos e de direito privado, reconhecida pelo Ministério da Cultura.

“Somos ponto de cultura desde 2009. Na área da capoeira, somos o único ponto de Pernambuco”, revela o Mestre Mago, um dos mestres de capoeira à frente do centro. O intuito do ponto é ser um espaço de cultivo da capoeira tradicional que trabalha na manutenção e utilização dos saberes e fazeres da prática como possibilidade educativa e assistencial.

O São Salomão abriga, atualmente, vários projetos socioculturais com o intuito de preservar o patrimônio cultural imaterial da capoeira. Atualmente estão em atividade os projetos Caxinguelês, Cine Mandinga, É Cor de Rosa Choque e o Caxinguelês Jovem. Além disso, abriga eventos e programações culturais que variam ao longo dos meses.

“Todas as ações que temos são voltadas para a manutenção do ponto de cultura. Não é fácil viver de cultura no país, mas estamos completando 20 anos de atividade em 2017”, comemora Mestre Mago.

Como escola de capoeira, o centro funciona através da colaboração de seus associados e parceiros. As aulas de capoeira são oferecidas durante toda a semana, de segunda a sábado, divididas em turmas de jovens e adultos e turmas de crianças. Para participar, o investimento é de R$50 no ato da matrícula e R$120 de mensalidade.
(Foto: Giselli Carvalho/Colaboração)

“Os alunos podem participar das aulas durante todos os dias da semana, no horário que preferirem. Temos turmas às segundas e quartas-feiras nos horários da manhã, tarde e noite, e nas sextas temos a roda de capoeira, à noite. Há também uma aula mista nos sábados pela manhã”, explica.

“Fora a capoeira, já oferecemos aulas de dança popular, contemporânea e yoga. Hoje seguimos com a capoeira, claro, mas estamos retomando as aulas de dança popular, que terão início em abril, e programando a volta da yoga, que também é muito solicitada”, avisa o Mestre Mago.

Além das aulas, projetos e atividades culturais, o Centro de Capoeira São Salomão abriga o Ginga Café e o Albergue Cultural São Salomão, que são serviços oferecidos ao público geral.  O Centro de Capoeira São Salomão mantém, ainda, um site e uma página no Facebook onde divulga a programação cultural do local.

SERVIÇO
Centro de Capoeira São Salomão

Rua Dr. Corrêa da Silva, 267, Várzea


O jornal de bairro evoluiu. No PorAqui, você encontra estações de conteúdo hiperlocal e colaborativo.

Para baixar o aplicativo: Android e iOS

Sugestões e colaborações: varzea@poraqui.news