Uma exposição que une poesia e arte visual está em cartaz na Galeria Capibaribe, na Cidade Universitária, Zona Oeste do Recife. Com curadoria de Maria do Carmo Nino, Chão Arejado traz os poemas do escritor Marcos Torres junto às interpretações gráficas do artista plástico Uillian Novaes, e fica em cartaz até o dia 1º de setembro.

LEIA TAMBÉM

Festival de Inverno da Várzea já tem data marcada

Capoeira e café: como as duas artes se encontram na Várzea

Articulando poesia e artes visuais em meio a um vasto campo conceitual dentro da arte contemporânea, a exposição traz múltiplas linguagens do campo das artes literárias e visuais. Chão Arejado coloca em debate as apropriações dos instintos e das vivências dos animais na natureza como discursos pulverizados na cultura.

Os desenhos, produzidos por Uillian Novaes, partem de aparatos conceituais, numa relação dialógica entre o artista, suas vivências e sua relação com a cultura. Já os poemas, criados por Marcos Torres, observam a vida e os instintos dos 40 animais da coletânea.

A exposição é gratuita e aberta ao público. Chão Arejado está em cartaz na Galeria Capibaribe, localizada no térreo do Centro de Artes e Comunicação (CAC) da UFPE, na Cidade Universitária.

Serviço
Exposição Chão Arejado
Galeria Capibaribe – Centro de Artes e Comunicação da UFPE – Cidade Universitária
Quando: 2 de agosto a 1º de setembro
Horário: Segunda a sexta, 9h às 12h e 14h às 17h
Acesso gratuito