Se você é da turma que não consegue viver sem um caderninho ou sem uma ilustração legal por perto, para colorir a casa e os dias, vai gostar de conhecer a Oyá Estúdio Criativo, das designers Aline Tavares (29) e Claydja Cabral (28). ?

Ex-moradoras do Espinheiro e da Guabiraba, as companheiras escolheram a Várzea, na Zona Oeste do Recife, para montar sua casa e seu estúdio de design, onde desenvolvem projetos gráficos e criam produtos.

Renda extra: saiba como expor na Feira Várzea Co.labor.ativa

“Viemos pra Várzes buscando qualidade de vida e um modelo de vida em que não fosse preciso pegar trânsito, se deslocar, sair do bairro, fazer tudo a pé. A Oyá nasceu pra gente trabalhar em casa, levar a criança na escola e viver o bairro, que é uma coisa que a gente preza muito”, conta Aline.

De um lado, a dupla pensa em identidades visuais, marcas, diagramação, faz peças para redes sociais e trabalha com impressos; do outro, cria cadernos, cadernetas, planners, pôsteres e quadros com ilustrações próprias e temas em que acreditam. Tudo seguindo a ideia de trabalhar com qualidade e preços acessíveis.

(Foto: Natália Dantas/PorAqui)

“Quando trabalhávamos em agência, a gente sabia que os valores cobrados eram infinitamente maiores e que não existe muito critério em relação ao tipo de cliente com o qual se vai trabalhar”, recorda Claydja. “Daí vimos que tem muita gente que tem projetos incríveis, sonhos incríveis, mais engajados e preocupados socialmente, que a gente quer ajudar a realizar com uma qualidade e um preço que a gente não poderia oferecer estando dentro de uma agência”, explica.

Com o nome emprestado da orixá Iansã, a Oyá foca em clientes com projetos voltados para o interesse social. “A marca, em si, não tem nada de social, mas é uma marca de duas mulheres, de uma mãe empreendedora que tá subvertendo o sistema, empreendendo, trabalhando e construindo a sua vida de uma outra maneira pra poder ir modificando o seu entorno. Então a gente acredita nesse tipo de iniciativa e investe muito nisso”, explica Aline, mãe de Bruno, de 9 anos.

“Todo mundo sempre pergunta: como vocês sobrevivem escolhendo cliente? Mas não é bem assim. Quando buscamos um prestador de serviço, nos preocupamos com que ele seja uma pessoa massa, que tenha um propósito, que trabalhe acreditando naquilo que faz. Partimos da ideia de que existem pessoas que procuram designers pensando nisso. Então, estamos aqui pra oferecer esse serviço! Em determinado momento, a gente começou a se encontrar e tá rolando”, comemora.

Ilustração e papelaria

Os produtos de papelaria da Oyá são ilustrados pelo universo de coisas que interessam a Aline e Claydja. A cidade, as pessoas, as relações, as causas e até o universo pop das séries, filmes e do café.

“Os produtos nascem muito de um processo interno, de uma necessidade de se expressar, de falar sobre as coisas que nos tocam, que achamos importantes e que devem ser ditas”, explica Aline.

Os cadernos pequenos têm ilustras variadas e custam R$ 18 (Foto: Natália Dantas/PorAqui)

As cadernetas e os cadernos têm tamanhos e preços variados – começam em R$ 8 (caderneta quadrada, pequena, sem estampa) e chegam a R$ 38, preço do caderno grande com capa dura. As estampas são bem variadas e tornam difícil o trabalho de resistir e levar só um caderninho para casa. Além deles, a marca também ilustra ímãs (R$ 1), pôsteres (R$ 28 na versão rígida), planners (R$ 45) e quadros ilustrados com moldura (R$ 50).

Além dos produtos prontos, a dupla quer tirar do papel um projeto que vai ensinar encadernação a mulheres da Várzea. “Queremos organizar um ciclo de oficinas de encadernação voltado pras mulheres do bairro pra poder dar uma contrapartida pra sociedade. Imagina que massa: várias mulheres, mães, descobrindo que existem formas de ter alguma autonomia, que existem alternativas? É um plano pra breve”, contam Aline e Claydja.

Todo o processo de impressão e encadernação dos produtos é feito em casa (Foto: Natália Dantas/PorAqui)

Os produtos da Oyá podem ser encontrados na Feira Várzea Co.labor.ativa – que acontece no segundo sábado de cada mês -, na loja e no café A Vida É Bela e através do Instagram da marca. O contato para os serviços de design pode ser feito através da página do Facebook ou do e-mail oyaestudiocriativo@gmail.com.