Conhece alguém que sofreu um acidente vascular cerebral? O Laboratório de Neurociência Aplicada da Universidade Federal de Pernambuco, na Cidade Universitária, está à procura de pacientes vítimas de AVC para participar de uma pesquisa com um tratamento inovador.

Coordenado pela professora Kátia Monte-Silva, o Lana, como é chamado o laboratório, está desenvolvendo pesquisa com a estimulação cerebral não invasiva associada à fisioterapia ou mão robótica. A ideia é que a estimulação cerebral não invasiva potencialize os resultados da fisioterapia convencional aplicada nos consultórios.

Natação: piscinas do parque aquático da UFPE voltam a funcionar

O público alvo da pesquisa são os pacientes com sequelas de AVC nos membros superiores, com pelo menos três meses de lesão e faixa etária entre 18 e 80 anos. Mas atenção: portadores de marcapasso cardíaco, implante metálico na cabeça ou histórico prévio de crise convulsiva e/ou epilepsia não podem participar do estudo.

Para participar, os interessados devem entrar em contato através do e-mail lana.ufpe@gmail.com ou do telefone (081) 2126-7579, em horário comercial.