As aulas da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), na Cidade Universitária, foram retomadas nesta segunda-feira (6). Os quatro mil novos alunos da UFPE e os alunos veteranos foram recepcionados com uma campanha que foca no combate à violência contra as mulheres.

A campanha inclui cartazes e peças para veiculação na internet, na TVU e nas rádios universitárias e foi criada pela agência experimental Minerva, vinculada ao curso de Publicidade e Propaganda. No Campus Recife, para recepcionar os alunos, foram afixadas faixas com a mensagem “A diversidade nos fortalece. A tolerância nos une”.

A ação está embasada no Protocolo de Atendimento a Mulheres Vítimas de Violência na Universidade, cujo objetivo é garantir mais segurança e qualidade no atendimento às estudantes da UFPE. 

“A principal meta do protocolo é acolher, acompanhar e encaminhar estudantes mulheres da universidade, vítimas de violência, à rede socioassistencial e jurídica”, explica a pró-reitora Ana Cabral, da Pró-Reitoria de Assuntos Estudantis (Proaes).

Os encaminhamentos serão realizados para promover a integralidade no cuidado, contemplando os seguintes instrumentos: Delegacia da Mulher, Instituto Médico Legal, hospitais, Centro de Referência da Mulher, Centro de Referência Especializado de Assistência Social, Núcleo de Apoio à Saúde da Família, Estratégias de Saúde da Família, Ministério Público e Defensoria Pública.

PROCEDIMENTOS – Segundo o protocolo, quando ocorrer violência física nos três campi da UFPE (Recife, Vitória e Caruaru), a Superintendência de Segurança Institucional (SSI) deve ser acionada, pelo telefone (81) 2126.8062, para acompanhar a vítima a um dos serviços de referência (Serviço de Apoio à Mulher Wilma Lessa, no Hospital Agamenon Magalhães, ou Hospital da Mulher).

A SSI informará à equipe do Nase para posterior acompanhamento biopsicossocial da vítima. No caso de mulheres não estudantes que forem vítimas de violência dentro dos campi, a SSI também realizará o encaminhamento aos serviços especializados.

Caso alguma estudante da UFPE seja vítima de violência física ou sexual fora dos campi, a recomendação é que a vítima seja encaminhada diretamente a um serviço de referência de violência contra a mulher: Serviço de Apoio à Mulher Wilma Lessa, no Hospital Agamenon Magalhães, ou Hospital da Mulher. Após o atendimento, a vítima deve procurar o Nase, pelos telefones: (81) 2126.8486 ou 2126.8439.

Estudantes vítimas de violência física, psicológica ou sexual poderão, através de demanda espontânea, ter acesso ao Nase, sem a necessidade de encaminhamento da rede. Já as estudantes vítimas de assédio serão orientadas pela equipe do Nase a realizar denúncia na Ouvidoria da UFPE, através do telefone (81)2126.8195, ou pelo e-mail ouvidoriageral@ufpe.br.


O jornal de bairro evoluiu. No PorAqui, você encontra estações de conteúdo hiperlocal e colaborativo.

Para baixar o aplicativo: Android e iOS

Sugestões e colaborações: varzea@poraqui.news